Saturday Way - Cervejas do Copenhagen Beer Celebration - 2016

Repetindo o excelente evento do ano passado, a Way realizou um Saturday Way com destaque das cervejas apresentadas pela cervejaria no Copenhagen Beer Celebration, festival de cervejas especiais realizado no início de maio que tem como objetivo valorizar as ideias criativas e a excelência do processo produtivo das cervejarias. O evento é organizado pelo pessoal cigano da Mikkeller e desafia várias cervejarias do mundo a apresentarem suas ideias mais insanas.

É sempre bom comparecer nesse tipo de evento e ver o que as cervejarias estão aprontando.

EAPeated - Uma colaborativa entre a Way e o Empório Alto Pinheiros. Desenvolvido com malte turfado "peated", que é o mesmo tipo de malte utilizado pelas destilarias de Whiskys. Esse tipo de malte de cevada é preparado via a queima da turfa "peat"que é um tipo de matéria orgânica proveniente da decomposição da vegetação e comum nas Highlands da Escócia. Leva uma segunda fermentação com Brettanomyces.

Apresenta uma acidez bem equilibrada com o defumado e o amargor. Suor de cavalo e celeiro da Brett também estão presentes e formam uma combinação consistente.

Deliciosa cerveja que me leva a concluir que passou da hora de eu começar minhas experiências com Brettanomyces. Infelizmente o inverno curitibano não é muito adequado para fermentar com essa levedura que trabalha bem em temperaturas mais altas.


PinhaiSpontaneous uma sour com 5,4% de teor alcoólico, fermentada espontaneamente em barril de vinho. O nome se inspira no fato que a cerveja fermentou espontaneamente na fábrica da Way, que fica em Pinhais.

Bem ácida com algo que remete a nozes, com bela coloração. Celeiro e aroma do vinho estão presentes.










Saison Red Wine Barrel Aged - maturada por 12 meses em barril de Carvalho Francês usado na maturação de vinho Cabernet Sauvignon.

Apresenta bem o sabor e aroma do vinho tinto, mas o carvalho não estava tão presente. De toda forma, é uma excelente combinação de cerveja e vinho que agradaria muito um enochato mais exigente.  












Morretes - Imperial Stout maturada em Barril de Bourbon com Banana Passas. A Banana Passas é muito comum no Litoral do Paraná e dá a inspiração ao nome da cerveja. Teor alcoólico de 10,7%.

Uma verdadeira porrada na cara. Doçura, amargor, café, chocolate e banana passa... muita banana passa... É um pouco enjoativa, mas muito interessante. 

Outra cerveja que me fez concluir que devo utilizar um ingrediente em uma futura experiência, a banana passa de Morretes.






Spontenous Key Lime - Sour com fermentação espontânea, 5,1% de teor alcóolico, fermentada em Barril de Vinho e leva Suco de Lima da Pérsia na sua maturação. Acidez proeminente, a lima está sutil mas deliciosa.

CeleryBration - uma gose 3,5% que leva aipo e sal marinho em sua composição, resultando em uma bebida refrescante.

Amazon Gose - outra gose com 3,5%  e sal marinho mas que leva gabiroba colhida em seu ambiente natural.






Experimentei também uma não estava no Copenhagen Beer Celebration, mas que eu procurava há tempos, a Saquê Ipa, uma IPA feita com arroz, levedura de saquê e lúpulo sorachi ace que é bem seca e apresenta um equilíbrio bem interessante de amargor e acidez.

                                                                                                                                                                   
Acesse nosso site: cervejasextremas.com
Siga-nos no twiiter: twitter.com/cervasextremas
Curta-nos no facebook: facebook.com/cervejasextremas

Comentários

Postagens mais visitadas