Extreme Brewing

Off-centered ales for off-centered people

O mote da cervejaria Dogfish, copiado acima, e que significa algo como "Cervejas excêntricas para pessoas excêntricas", representa muito do espírito deste livro do fundador da cervejaria que indubitavelmente ditou uma nova tendência no universo cervejeiro.


Na introdução, Sam Calagione define que fazer cervejas extremas significa utilizar seu próprio cérebro, e não as ideias conceituadas de outras pessoas, para fazer cervejas extremamente saborosas. Ele compara esta filosofia com as ideias do chef Ferran Adrià, o fundador do movimento da cozinha molecular, que questiona o motivo pelo qual "de manhã tomamos café e então comemos o ovo, enquanto no almoço comemos o ovo e depois tomamos café". 

O livro tem muitas dicas e orientações para quem deseja fazer cervejas extremas. Descrição de acúcares, como adicionar frutas, ervas e temperos, como fazer o envelhecimento em barris, etc. Mas a abordagem não é tão detalhada quanto a do livro do Randi Mosher, Radical Brewing.

No entanto, o livro tem muitas receitas explicadas detalhadamente, como:

  • Wildflower Wheat - Uma cerveja de trigo com mel e camomila
  • Peppercorn Rye-Bock - uma bock com centeio e pimenta do reino
  • Kiwit - uma wit com kiwi
  • 60 Minute IPA - uma faça-você-mesmo versão da mundialmente famosa IPA da Dogfish
  • Raison D'etre - a qual eu abordei a minha versão aqui
  • Midas Touch - a receita dessa cerveja exige que se tenha concentrado de uva muscatel, algo que eu nunca encontrei para vender no Brasil

                                                                                                                                                  
Siga-nos no twitter: twitter.com/cervasextremas
Curta-nos no facebook: facebook.com/cervejasextremas

Comentários

Postagens mais visitadas